Como escapar da armadilha das fraldas para fisgar pais vulneráveis!

post.fraldas.vali

“E qual é o maior acontecimento na vida da maioria das pessoas?”

Uma pergunta fácil de responder…

É o nascimento de um filho. Pelo menos para mim foi o acontecimento mais importante da minha vida. Aliás, dois, pois tanto com Maria Clara, quanto com Maria Carolina, o sentimento é o mais sublime possível. E é difícil de descrever. Só tendo a oportunidade de ser pai e mãe para entender o que estou dizendo. Então fica fácil responder a pergunta retirada do livro “O PODER DO HÁBITO, de Charles Duhigg, o qual tive o prazer de ler e quero compartilhar com vocês.

Gostaria de esclarecer também que não são apenas minhas percepções, mas técnicas claras e utilizadas de forma velada o tempo todo pela industria do varejo, principalmente.

O nascimento de um filho pode ser acontecimento programado, de surpresa, ou de qualquer outra forma, mas sempre vem junto com sentimentos intensos e caminhos novos a serem seguidos. É um momento mágico e único.

Então você pensa que só você está vivendo aquilo, mas não.

Agora está lançada a isca e basta as emoções começarem a dar lugar a razão para que uma industria da “pesca” comece a atuar de forma demolidora. isto mesmo. É o comércio de fraldas, mas que não quer só vender fraldas. É o comércio atrás do consumidor perfeito. E o consumidor perfeito é o vulnerável, e o vulnerável torna-se impulsivo . Então a combinação perfeita é : pais grávidos ou com bebês + vulnerabilidade + impulsividade = comprar tudo por facilidade.

Você já parou para pensar porque tantos anúncios de fraldas na tv? Lojas que nem são líderes no setor, lojas de eletrônicos, farmácias, entre outras, atacam com a isca das fraldas.

Sabe porque?

Porque neste momento, onde estamos focados em fazer todo o bem para nosso novo integrante da família, tudo parece ser menos importante do que viver o máximo para tornar o ambiente favorável para todos. Estamos mais vulneráveis as intervenções dos marqueteiros que encontraram neste momento o tempo perfeito para atacar.

Passamos a ser mais flexíveis, mais emotivos e a razão fica um pouco de lado. Tudo parece ter um tom diferente e o clima é que tudo concorre para o nosso bem e de nosso bebê. Então passamos a ter hábitos de compra cambiantes. Compramos tudo que tiver pela frente, mas que nem tem haver com o real motivo pelo qual que saímos de casa naquele dia para comprar.

Passamos a admirar o tempo com eles e a poupar energia comprando facilidades. Entramos numa farmácia, por exemplo para comprar fraldas e acabamos levando aquele barbeador, ou aquele remédio para dor de cabeça ou gripe. vai que eu fique doente e precise sair novamente? Então é melhor prevenir e comprar logo. Vai que não dê tempo de passar na padaria….Vou levar logo pão daqui deste supermercado. percebeu?

Entramos num supermercado e no caminho para as fraldas, acabamos levando aquele suco, queijo, pão e outros produtos só para aproveitar a viagem.

Veja o que disse Pole, da empresa Target: “Assim que conseguimos fazer com que eles comprem fraldas de nós, começam a comprar todo o resto também” – ” Se você está cruzando a loja com pressa, procurando mamadeiras, e passa pelo suco de laranja, vai pegar uma caixa. Oh, e olha aqui esse novo DVD que eu quero. Em pouco tempo, você está comprando cereal matinal e toalhas de papel de nós, e vai continuar voltando,”

infográfico.fraldas.vali.nupapel

Para finalizar, antes de cair na armadilha das fraldas, segue aqui cinco dicas para que você possa se proteger melhor contra tudo isto:

  1. Compre sempre um grande estoque de fraldas para seu filho, sempre que possível,  evitando assim várias idas ao supermercado.
  2. Pesquise fraldas em comércio eletrônico onde você possa receber em casa, evitando assim cair nas armadilhas ao ter que sair para comprar em uma farmácia, por exemplo.
  3. Evite ir ao supermercado com fome. Acabamos sempre comprando o que não precisamos.
  4. Prefira comprar a dinheiro e leve a conta para comprar as fraldas, quando precisar repô-las. Não deixando margem para gastar com outros supérfluos.
  5. Por último, peça sempre o favor de algum parente que esteja indo ao supermercado e aproveite a viagem dele para comprar as fraldas. Assim ele só comprará para você realmente o que precisa….fraldas!

 

Luciano de Santa Clara

 

http://www.nupapel.com

http://www.nupapel.blog

http://www.bellasakada.com

#nupapel #fraldas #marketing #valor #hábito #pais #mães #paisefilhos #armadilha #comércio #supermercado #vendas #blog

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s