Como escapar da armadilha das fraldas para fisgar pais vulneráveis!

post.fraldas.vali

“E qual é o maior acontecimento na vida da maioria das pessoas?”

Uma pergunta fácil de responder…

É o nascimento de um filho. Pelo menos para mim foi o acontecimento mais importante da minha vida. Aliás, dois, pois tanto com Maria Clara, quanto com Maria Carolina, o sentimento é o mais sublime possível. E é difícil de descrever. Só tendo a oportunidade de ser pai e mãe para entender o que estou dizendo. Então fica fácil responder a pergunta retirada do livro “O PODER DO HÁBITO, de Charles Duhigg, o qual tive o prazer de ler e quero compartilhar com vocês.

Gostaria de esclarecer também que não são apenas minhas percepções, mas técnicas claras e utilizadas de forma velada o tempo todo pela industria do varejo, principalmente.

O nascimento de um filho pode ser acontecimento programado, de surpresa, ou de qualquer outra forma, mas sempre vem junto com sentimentos intensos e caminhos novos a serem seguidos. É um momento mágico e único.

Então você pensa que só você está vivendo aquilo, mas não.

Agora está lançada a isca e basta as emoções começarem a dar lugar a razão para que uma industria da “pesca” comece a atuar de forma demolidora. isto mesmo. É o comércio de fraldas, mas que não quer só vender fraldas. É o comércio atrás do consumidor perfeito. E o consumidor perfeito é o vulnerável, e o vulnerável torna-se impulsivo . Então a combinação perfeita é : pais grávidos ou com bebês + vulnerabilidade + impulsividade = comprar tudo por facilidade.

Você já parou para pensar porque tantos anúncios de fraldas na tv? Lojas que nem são líderes no setor, lojas de eletrônicos, farmácias, entre outras, atacam com a isca das fraldas.

Sabe porque?

Porque neste momento, onde estamos focados em fazer todo o bem para nosso novo integrante da família, tudo parece ser menos importante do que viver o máximo para tornar o ambiente favorável para todos. Estamos mais vulneráveis as intervenções dos marqueteiros que encontraram neste momento o tempo perfeito para atacar.

Passamos a ser mais flexíveis, mais emotivos e a razão fica um pouco de lado. Tudo parece ter um tom diferente e o clima é que tudo concorre para o nosso bem e de nosso bebê. Então passamos a ter hábitos de compra cambiantes. Compramos tudo que tiver pela frente, mas que nem tem haver com o real motivo pelo qual que saímos de casa naquele dia para comprar.

Passamos a admirar o tempo com eles e a poupar energia comprando facilidades. Entramos numa farmácia, por exemplo para comprar fraldas e acabamos levando aquele barbeador, ou aquele remédio para dor de cabeça ou gripe. vai que eu fique doente e precise sair novamente? Então é melhor prevenir e comprar logo. Vai que não dê tempo de passar na padaria….Vou levar logo pão daqui deste supermercado. percebeu?

Entramos num supermercado e no caminho para as fraldas, acabamos levando aquele suco, queijo, pão e outros produtos só para aproveitar a viagem.

Veja o que disse Pole, da empresa Target: “Assim que conseguimos fazer com que eles comprem fraldas de nós, começam a comprar todo o resto também” – ” Se você está cruzando a loja com pressa, procurando mamadeiras, e passa pelo suco de laranja, vai pegar uma caixa. Oh, e olha aqui esse novo DVD que eu quero. Em pouco tempo, você está comprando cereal matinal e toalhas de papel de nós, e vai continuar voltando,”

infográfico.fraldas.vali.nupapel

Para finalizar, antes de cair na armadilha das fraldas, segue aqui cinco dicas para que você possa se proteger melhor contra tudo isto:

  1. Compre sempre um grande estoque de fraldas para seu filho, sempre que possível,  evitando assim várias idas ao supermercado.
  2. Pesquise fraldas em comércio eletrônico onde você possa receber em casa, evitando assim cair nas armadilhas ao ter que sair para comprar em uma farmácia, por exemplo.
  3. Evite ir ao supermercado com fome. Acabamos sempre comprando o que não precisamos.
  4. Prefira comprar a dinheiro e leve a conta para comprar as fraldas, quando precisar repô-las. Não deixando margem para gastar com outros supérfluos.
  5. Por último, peça sempre o favor de algum parente que esteja indo ao supermercado e aproveite a viagem dele para comprar as fraldas. Assim ele só comprará para você realmente o que precisa….fraldas!

 

Luciano de Santa Clara

 

http://www.nupapel.com

http://www.nupapel.blog

http://www.bellasakada.com

#nupapel #fraldas #marketing #valor #hábito #pais #mães #paisefilhos #armadilha #comércio #supermercado #vendas #blog

 

 

Anúncios

Presença de Marianna Santos no Team MDI Exclusive by Nupapel Graphic Design

Sua arte para divulgação de eventos no Instagram com qualidade HD e criatividade a mil.

Venha fazer seu orçamento conosco e surpreenda seu público.

Soluções em http://www.nupapel.com

#criatividade #mariannasantos #carinhadeanjo #teammdlexclusive #dicaskidies #nupapel

WhatsApp 81-98161-8181

Uma visão particular sobre o mágico Therasuit

Antes de falar do Therasuit, vou me debruçar um minutinho sobre o ator principal deste tratamento. Do guerreiro e visionário paciente especial!

No meu caso, uma paciente especial – Maria Clara

Quando temos um filho “especial” tudo muda de figura. Incertezas, medos, frustrações e decepções com o ser “humano” se tornam frequentes em nossas vidas. Exames a perder de vista, idas e vindas em busca de algo que talvez nunca encontraremos. A tal RESPOSTA do que nossa filha tem. Fizemos todos os exames possíveis. Viajamos para o outro lado do mundo para fazer transplante de células tronco. E nada foi capaz de dar um retorno real para nossa princesa. O mais perto que chegamos de algo palpável foi a descoberta de uma deficiência de dopamina (já administrada hoje com uma medicação comprada nos Estados Unidos). Passamos pelo pior momento de nossas vidas quando em 2017 na sexta feira de abertura do Carnaval, demos entrada no Hospital Português de Recife na emergência, com Clara precisando de uma intubação e internação na UTI, de onde não arredei o pé por 54 dias intermináveis. Saímos com um home care e logo depois demos nova entrada, agora no Esperança Olinda, onde 9 dias de aflições nos acometeram impiedosamente. Não é duro ver um filho nesta situação. Beira à insuportabilidade. Graças a Deus, saímos e hoje continuamos na luta pela melhor qualidade de vida de nossa Maria, que bravamente luta todos os dias. Por isso digo que é uma guerreira na acepção da palavra. Ela não fala, mas palavras são o menos importante em nossa sublime comunicação. É com o coração que escutamos sua voz. Podem acreditar…sua voz é linda e dá para imaginar um “eu te amo papai” quando ela me olha. Seu olhar é doce e cheio de gratidão.

Talvez você não veja tanta importância nisto, mas gostaria de que escutasse mais seus filhos. O que eles têm a dizer e necessitam. Não é preciso perder para se dar conta da graça que é poder escutá-los. É só ser mais humano!

A Clínica Pepita Duran e sua equipe!

Quem a vê hoje, pode não acreditar que durante muito tempo, vários profissionais jogaram a toalha. Alguns foram fatalistas e pouco “humanizados”. Por este motivo, encontramos na Clínica Pepita Duran, um verdadeiro acolhimento humanizado. Não que se precise ensinar, mas que faz parte naturalmente de sua equipe. Não temos a fantasia de que no tratamento está a cura, ou nem que porventura ela exista, mas temos a certeza de que se ela um dia chegar, passar a existir ou for pelo menos uma hipótese, estaremos com Clara na sua melhor forma possível para recebê-la.  Com a fisioterapeuta Jéssica Nora no comando das ações dentro daquela “gaiola mágica”, combinações elásticas tentam comunicar àquele cérebro que ele é plástico e tudo pode se ele quiser. Tentando mostrar a ele, como preconizado no livro “O Cérebro que se transforma”, que se o caminho da visão está obstruído ou inexiste, os ouvidos passam a “enxergar”. Mostrando que o localizacionismo não passa de um conformismo sem esperança. E que a Neuroplasticidade não pode tudo…porque ela é tudo. Não tem como parar algo que por natureza muda o tempo todo. Sua essência é a plasticidade. Nosso cérebro se transforma e se reconecta.

Então minha teoria é – Se ela sorri, então pode andar!

Alguns benefícios que Clara conseguiu desde que iniciou o tratamento:

Antes Clara dormia a terapia quase toda e com pouca interação – Hoje ela vai muitas vezes até o final com um alerta maior e acordada.

Antes ela pesava em torno de 16 quilos  – Hoje com a postura de pé, ela já consegue suportar mais dieta e consequentemente seu peso já passa dos 17 quilos.

Antes sua tolerância era de 130 ml de dieta  – Hoje já passou para 160 ml.

Antes sua resistência ao sono era de no máximo 17 horas – Hoje já conseguiu ficar acordada até mais das 21 horas.

Antes dormia quase toda a noite no bipap – Hoje está tão bem a noite que, não raro, deixo ela adentrar pela madrugada sem colocá-lo.

Antes seu pezinho ficava todo dentro da órtese – Hoje, devido a liberação de mais hormônio do crescimento, os dedinhos já transpassam os limites da goteirinha e sua altura passa dos 1m e 3 cm, deixando ela no percentil 85 para sua faixa etária.

Antes seu olhar era mais perdido e sem muito interesse – hoje com a ajuda do Levitar de cabeça, durante as terapias, ela já move a cabeça de um lado para o outro e quando tira, consegue fazer um encaixe (não perfeito, claro).

Antes ela passava até 8 dias sem fazer cocô e hoje já está regulada fazendo todos os dias e sem medicação.

Enfim, são vários benefícios e o mais importante….Quando chegamos em casa eles se prolongam com menos aspirações, mais sorrisos e noites mais tranquilas.

O Therasuit é mágico e como tal, nos reserva surpresas. Não garante….Não dá falsas esperanças…Não promete. Ele faz o que está ao seu alcance. Trabalho duro e com uma precisão matemática. São cores, tamanhos, vetores e muitos elásticos. Muitas possibilidades, posições e resultados. Aonde vai nos levar? Não sei, mas e quem quer saber? Eu quero é continuar indo.

Para mais informações sobre onde realizar o tratamento acesse www.pepitaduran.com.br

facebook Clínica Pepita Duran

#pepitaduran #therasuit #terapia #meuanjomaria #recife  #nupapel

Educação & …

banner.blog.vali.1-01

A educação é um Valor inestimável e que nos torna cada vez mais livres intelectualmente. Por vezes um pouco angustiados pelo fato de perceber o que e onde está errado. A educação é um bem que precisa ser buscado e nunca negligenciado.

O sofrimento que hoje vemos em muitos lares e famílias, não raro, por falta de educação, poderia ser evitado com conversas e interações sadias entre os membros da família.  Não se pode trocar um abraço ou um beijo por um Emoji de WhatsApp.

A educação que reclamamos é também dever do Estado. Mas o principal agente dela no ceio da sua família é você. Não é papel da escola educar nossas crianças. Elas precisam de educação em casa para poderem ser agentes multiplicadores do bem. A escola tem o papel de lapidar e completar seu trabalho, e não fazer o que é seu dever de pai e de mãe.

E não é preciso ler milhões de livros para que se coloque em prática o amor necessário à educação. É sentando e brincando, respeitando e ouvido suas necessidades. Seu filho é uma criança, mas não “só uma criança” como ignorantemente adjetivamos de forma pejorativa sua condição de “ser”. Como vai no futuro criativa, se você pede para ela ficar quieta o tempo todo?….Solte isto….Não pegue aquilo….

Ela aprende pegando, brincando, caindo e levantando. Ela aprende com o exemplo e não com o que você diz ser exemplo. Ela aprende com a carga emocional que o ensinamento traz com ele.

O grande objetivo aqui é mostrar que a educação demanda trabalho, ação e não blá, blá, blá. Demanda amor e resiliência. Demanda tempo e o tempo todo.

“O grande objetivo da educação”, afirmou Herbert Spencer, “não é o saber, mas a ação”

Então arregasse as mangas e : Educação & AÇÃO!

#educação, #vali, #valueinfluencer, #influencer, #nupapel, #valor